7 álbuns essenciais do rock progressivo para você ouvir no Spotify

Por Brenno Quadros

O rock progressivo é um estilo musical que surgiu na Inglaterra no final dos anos 60. Inspiradas por álbuns conceituais como 'Sgt. Peppers', dos Beatles, e 'Tommy', do The Who, muitas bandas tentaram elevar o rock (até então visto pela crítica com uma certa desconfiança) à categoria de arte.

Para isso, artistas como Yes e Genesis começaram a incluir elementos da música clássica, do jazz fusion e até mesmo do folclore celta em suas composições, unindo a tradição à modernidade.

Apesar de muita gente achar que o estilo musical ficou datado após o advento do punk, por sintetizar os excessos de uma época, o rock progressivo vem sendo redescoberto por muitos jovens através dos serviços de streaming.

Listamos abaixo 7 álbuns essenciais desse universo encantador que estão disponíveis para serem ouvidos no Spotify:

King Crimson – In the Court of the Crimson King (1969)
Um dos primeiros e mais influentes álbuns do rock progressivo, ‘In the Court of the Crimson King’ é também um dos melhores do estilo. ‘21st Century Schizoid Man’, sua faixa de abertura, apresenta um som super distorcido da voz de Greg Lake, técnica de gravação que até hoje é reproduzida por bandas como Strokes e Black Keys.

Yes – Close to the Edge (1972)
Sua faixa-título, de quase 19 minutos de duração (dividida em quatro movimentos), tornou-se o hino do rock progressivo. No terceiro movimento (aos 12 minutos), é possível ouvir o tecladista Rick Wakeman tocando o órgão da igreja anglicana St Giles-without-Cripplegate, fundada em 1394, em Londres. De arrepiar.

Pink Floyd – The Dark Side of the Moon (1973)
Um dos discos mais aclamados de todos os tempos, ‘The Dark Side of the Moon’ vendeu 45 milhões de cópias e permaneceu mais de 18 anos na lista dos mais vendidos. Também, o que mais esperar de um álbum que contém obras-primas como ‘Time’, ‘Money’ e ‘Us and Them’?

Genesis – Selling England by the Pound (1973)
O quinto álbum da banda que revelou Peter Gabriel e Phil Collins – dois dos artistas de maior sucesso dos anos 80 – incluía ‘I Know What I Like (In Your Wardrobe)’, seu primeiro hit.

Pink Floyd – Wish You Were Here (1975)
Lançado dois anos após ‘The Dark Side of the Moon’, ‘Wish You Were Here’ é tão bom quanto o seu antecessor. O destaque do álbum é ‘Shine On You Crazy Diamond’, homenagem a Syd Barrett, membro fundador do Pink Floyd, que havia deixado a banda por transtornos mentais relacionados ao uso excessivo de drogas alucinógenas.

Jethro Tull – Thick as a Brick (1972)
Um álbum com uma única faixa de quase 44 minutos de duração. Cansativo? Não quando o seu idealizador é o excêntrico flautista escocês Ian Anderson, que aqui aparece sob o pseudônimo de ‘Gerald Bostock’.

Bacamarte – Depois do Fim (1983)
A banda carioca lançou a cantora Jane Duboc, eleita pela revista Rolling Stone uma das 100 maiores vozes da música brasileira. ‘Depois do Fim’, lançado em 1983, não deve nada aos melhores trabalhos do Yes e do Genesis e, apesar de ser cantado em português, possui uma legião de admiradores ao redor do mundo.

Loading...
Revisa el siguiente artículo