Entretenimento

Mostra de Renato Russo no MIS é retrato de um obsessivo

Objeto de culto de fãs de todo o Brasil quase 20 anos após sua morte, Renato Russo promete aquecer a febre em torno de si mesmo com uma megaexposição que abre nesta quinta-feira no MIS.

A convite de Giuliano Manfredini, único filho do artista, o museu teve acesso irrestrito aos mais de 3.000 objetos que permaneceram enclausurados, desde a morte do músico, no apartamento que ele manteve no Rio entre 1990 e 1996.

O objetivo era fornecer material para a exposição em troca da catalogação do que lá havia. Desde março de 2015, Patricia Lira e Fabiana Ribeiro se debruçaram sobre o que havia ali e, agora, cerca de um terço de tudo isso está às vistas do público até janeiro.

A exposição faz um panorama completo pela vida de Renato Russo. Há desde boletins de infância e desenhos infantis a blusas, fanzines, instrumentos e centenas de folhas de caderno nos quais ele rabiscava ideias de bandas imaginárias, metas de organização para conjuntos como Aborto Elétrico e, claro, letras das mais populares canções do Legião Urbana, do qual foi líder até a morte precoce, aos  36 anos.

“Essa é uma exposição analógica. A gente achou que não cabia grandes efeitos porque o Renato era um cara da poesia”, explica André Sturm, que assumiu a curadoria da mostra antes de ser alçado a secretário municipal de Cultura.

Um dos destaques da cenografia pensada pelo Ateliê Marko Brajovic é a recriação do quarto de Renato, ao melhor estilo franciscano, com móveis sisudos e cama de solteiro, e uma sala espelhada com itens que lhe serviam de inspiração, como livros, discos e revistas.

A exposição ganha uma pré-estreia exclusiva hoje com ingressos a R$ 80. Na ocasião, os visitantes receberão um pôster exclusivo. 

No MIS (av. Europa, 158, Jardim Europa, tel.: 2117-4777). Abre amanhã. De ter. a sáb., das 10h às 21h; dom. e feriados, das 9h às 19h. R$ 30 (antecipado), R$ 12 no feriado e no domingo; grátis às terças). Até 28/1.

Veja algumas imagens da exposição:

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos