Entretenimento

Obama mostra lado ‘selvagem’ em reality show gravado no Alasca

Eles dividiram chá feito de folha de amentilho, comeram salmão selvagem caçado por um urso, conversaram sobre ser pai e discutiram as mudanças climáticas – tudo isso sob a proteção de atiradores de elite nas montanhas e de um provador oficial de alimentos.

O reality show «Running Wild», que é apresentado pelo especialista em vida selvagem Bear Grylls, teve a participação do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, no episódio gravado no Alasca, que será transmitido pelo canal NBC nos EUA em 17 de dezembro e que será exibido no Brasil no domingo (20), às 22h20, no Discovery.

Leia mais:
Michelle Obama canta rap ao lado de humorista em campanha educacional
Nem Obama, nem Caitlyn Jenner… One Direction reinou no Twitter em 2015

Grylls contou que a curta viagem mostrou um lado íntimo e divertido de Obama que foi visto raras vezes.

«Ele disse que foi um dos melhores dias de sua Presidência», afirmou Grylls aos repórteres. «Houve momentos durante a jornada em que tive que me beliscar e pensar ‘de verdade, é o presidente dos EUA'».

O episódio foi filmado em setembro durante uma excursão à geleira Exit, que está desaparecendo, e cujo objetivo foi chamar a atenção do mundo para a mudança climática. Só no ano passado, a Exit derreteu e recuou 57 metros em direção ao campo de gelo de Harding, que por sua vez perdeu 10 por cento de sua massa desde 1950.

Obama foi o primeiro presidente de qualquer país a participar do programa «Running Wild with Bear Grylls» ainda no cargo, e seguiu os passos de outras celebridades como Ben Stiller, Kate Winslet e Zac Efron.

Grylls, ex-soldado do Serviço Aéreo Especial britânico que se tornou aventureiro e especialista em sobrevivência, disse que a ideia do episódio partiu da Casa Branca.

«Eles nos procuraram, perguntando se cogitaríamos levar o presidente em uma aventura no Alasca. Quase não acreditei. Achei que fosse uma pegadinha», afirmou Grylls.

O apresentador disse que uma equipe de cerca de 50 agentes do Serviço Secreto dos EUA, um provador de alimentos, atiradores de elite e helicópteros acompanharam a dupla durante o passeio de um dia por uma floresta e pelos resquícios de uma geleira.

Obama entrou de cabeça, dispensando o provador, compartilhando a garrafa de água de Gryll, acendendo fogueiras e comendo amoras.

«Ele não teve nenhum problema. Queria o lado físico da coisa… ele encarou todas», contou o ex-militar.

Durante a jornada, Grylls disse que a dupla conversou não somente sobre as mudanças do clima, mas sobre paternidade, os medos de Obama, o hábito do apresentador de beber sua própria urina e os desafios de viver em uma bolha distante das pessoas comuns.

«Espero que tenhamos feito algo que o tenha levado a sorrir durante algum tempo», disse Grylls.

Indagado sobre o que aprendeu na viagem, ele respondeu: «Quem quer que você seja, todo mundo enfia a perna do lado errado da calça de vez em quando».

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos