logo
Entretenimento
Entretenimento 29/04/2015

Jennifer Aniston e Fábio Porchat revelam veia dramática em novos longas

A eterna Rachel da série ‘Friends’ chegou a ser indicada ao Globo de Ouro por ‘Cake’ | Divulgação

A eterna Rachel da série ‘Friends’ chegou a ser indicada ao Globo de Ouro por ‘Cake’ | Divulgação

Apesar de separados por milhares de quilômetros de distância, Jennifer Aniston e Fábio Porchat têm algo em comum. Os dois estreiam nesta quinta-feira no Brasil longas em que mostram ser muito mais que apenas atores de comédia.

Não que fazer humor seja lá muito fácil. “Esse é um talento subestimado. Você realça uma realidade para extrair a verdade daquele personagem, e isso é difícil.”, revelou ela ao Metro World News no lançamento de “Quero Matar Meu Chefe 2”.

No entanto, o drama costuma despertar sempre mais simpatia e respeito da crítica e de premiações. Aniston, por exemplo, foi indicada pela primeira vez ao Globo de Ouro por um papel dramático justamente por “Cake – Uma Razão para Viver”, de Daniel Barnz, no qual vive Claire, uma juíza licenciada marcada por uma tragédia pessoal e viciada em remédios para dor.

Incapaz de sair do sofrimento em que se encontra, a personagem dela passa por uma epifania quando uma das colegas de seu grupo de apoio (vivida por Anna Kendrick) se suicida. A partir daí, Claire é atormentada por visões dela e se equilibra entre seguir o mesmo destino e encontrar motivos para continuar vivendo. O principal deles é a amizade que desenvolve com o viúvo da amiga (Sam Worthington) e também com sua empregada (Adriana Barraza).

Ator do coletivo Porta dos Fundos protagoniza ‘Entre Abelhas’ | Dan Behr/Divulgação

Ator do coletivo Porta dos Fundos protagoniza ‘Entre Abelhas’ | Dan Behr/Divulgação

Apesar de adotar uma temática mais densa, o longa abre ainda espaço para o humor que celebrizou Aniston. A diferença é que a tônica é outra e não demanda gargalhadas frouxas ou fáceis, mas risos de canto de boca que levam a reflexões.

Essa é a mesma toada de “Entre Abelhas”, no qual Fábio Porchat interpreta um homem que, após se separar, deixa de enxergar as pessoas. O argumento faz analogia com o fato de as abelhas estarem sumindo do planeta – daí o título.

Com direção de Ian SFB e  elenco que inclui Marcos Veras e Luis Lobianco – com os quais Porchat divide esquetes do coletivo Porta dos Fundos –, o longa tinha tudo para ser uma comédia escrachada, mas promete puxar o tapete do público de forma positiva. Afinal, quebrar expectativas é uma obsessão de qualquer artista.