logo
Entretenimento
Entretenimento 24/04/2015

Sérgio Mamberti está de volta no clássico ‘Visitando o Sr. Green’

Ator encarna papel de um velho e solitário judeu ortodoxo na peça ambientada em Nova York | Ale Catan/Divulgação

Ator encarna papel de um velho e solitário judeu ortodoxo na peça ambientada em Nova York | Ale Catan/Divulgação

Foi em 1999 que Paulo Autran (1922-2007) e Cassio Scapin subiram no palco para a primeira encenação brasileira de “Visitando o Sr. Green”. Quinze anos depois, Scapin volta a trabalhar na obra, mas agora como diretor, em montagem que estreia nesta sexta-feira no Teatro Jaraguá com Sérgio Mamberti no papel principal.

“Dirigir a peça depois de encená-la ao lado de Paulo Autran é um desafio”, conta Scapin, que é amigo de longa data de Mamberti – os dois foram colegas de trabalho na série infantil “Castelo Rá-Tim-Bum”. “Não houve grandes mudanças no texto, apenas um caráter mais moderno à obra, que é ainda bastante atual”, explica.

O texto do norte­-americano Jeff Baron narra episódios em torno de um pequeno acidente de trânsito nas ruas de Nova York que quase resultou num atropelamento e marca a aproximação entre o Sr. Green (Maberti), um velho e solitário judeu ortodoxo, e Ross Gardner (Ricardo Gelli), um jovem executivo de 29 anos que foi acusado de negligência na direção e é considerado culpado pela ocorrência.

“É uma peça de temática atual, que fala de assuntos como intolerância, preconceito, diversidade e respeito ao próximo”, comenta Mamberti. O ator esteve ausente dos palcos por 12 anos, período que se dedicou a trabalhos com política cultural no Ministério da Cultura. “Sempre estive por perto em todos esses anos, mas com outros objetivos. Esse retorno é como se eu estivesse voltando para casa”, completa.

A escolha por atuar como Sr. Green também passa como uma justa homenagem a Autran. “Não assisti à primeira montagem, apenas em DVD, mas é uma honra atuar em um papel que passou pelas mãos de um mestre do teatro brasileiro”, finaliza.

Serviço: o Teatro Jaraguá (r. Martins Fontes, 71, Centro; tel.: 3255-4380). Estreia nesta sexta. Sex., às 21h30; sáb., às 21h; dom., às 19h. R$ 50. Até 19/7.