logo
Entretenimento
Entretenimento 07/04/2015

MAM abre mostra com obras do italiano Piero Manzoni

‘Merda d’Artista’, trabalho criado em 1961 | Divulgação

‘Merda d’Artista’, trabalho criado em 1961 | Divulgação

Nascido em 1933 e morto em 1963, o italiano Piero Manzoni teve vida curta, mas conseguiu se tornar um dos principais artistas contemporâneos da Itália no pós-guerra. Boa parte de sua criação conceitual estará em uma exposição que abre nesta terça-feira para convidados – e na quarta para o público – no Museu de Arte Moderna (MAM-SP).

Em sua breve trajetória artística, Manzoni produziu material suficiente para surpreender e influenciar artistas até hoje, principalmente com obras repletas de ironia, como “Merda D’Artista” (1961), quando criou 90 latinhas etiquetadas que afirmava guardarem suas próprias fezes. “Se o colecionador quiser algo íntimo e pessoal, que seja mesmo do artista, ele pode comprar a sua merda”, disse Manzoni em carta escrita na época.

Além das latinhas, a mostra – primeira dedicada a ele na América Latina – apresenta desde seus primeiros trabalhos, da série Achromes, até suas últimas obras, passando por quadros em branco, telas feitas de isopor, plástico e tecido e uma série de esculturas, marco da vanguarda europeia radical das décadas de 1950 e 1960.

Serviço: No Mam (av. Pedro Álvares Cabral, s/nº, parque Ibirapuera; tel.: 5085-1300). Abre nesta quarta para o público. De ter. a dom., das 10h às 18h. Grátis. Até 21/6.