Uso de máscara no transporte passa a ser obrigatório em Osasco

Por Rádio Bandeirantes

O uso de máscaras passou a ser obrigatório na cidade de Osasco, na Grande São Paulo. A partir desta quarta-feira (29), o equipamento de proteção contra o coronavírus deve ser usado por passageiros de ônibus, táxis ou carros de aplicativo.

De acordo com o decreto publicado nesta terça-feira (28), a máscara usada pode ser de pano ou descartável e quem não utilizar pode ter o embarque recusado pelo motorista. A prefeitura de Osasco diz que a medida visa garantir a saúde pública e também preparar a cidade para a futura reabertura gradual do comércio.

Veja também:
São Paulo tem novos bloqueios no trânsito para informar sobre covid-19
Postos de saúde têm dificuldade para transferir pacientes em São Paulo

Estabelecimentos comerciais também deverão fornecer luvas e máscaras para uso dos seus funcionários e impedir o atendimento de clientes que não estejam usando o equipamento. Locais com área igual ou superior a mil metros quadrados deverão promover a demarcação no solo nas filas de clientes em atendimento, para que permaneçam em espera a uma distância mínima de um metro uns dos outros.

O número de clientes em atendimento também deverá ser limitado, evitando a aglomeração de pessoas, limitando o uso do espaço a no máximo uma pessoa para cada cinco metros quadrados de área útil.

Ainda de acordo com o decreto, os estabelecimentos deverão medir a temperatura corporal dos clientes e funcionários antes de entrarem. Caso seja aferida temperatura de 37,8 ou superior, não será permitida a entrada.

A Prefeitura de Osasco contabiliza oficialmente 89 mortes e 929 casos da doença. Ainda de acordo com a administração municipal, 530 pessoas já se recuperaram da covid-19 na cidade.

Loading...
Revisa el siguiente artículo