São Paulo tem 38 laboratórios processando testes de covid-19

Por Metro World News

O Instituto Adolfo Lutz, responsável pela aferição de testes para o novo coronavírus (Sars-Cov-2) em São Paulo, afirmou que conta com 38 laboratórios credenciados no estado.

Com isso, segundo a gestão João Doria (PSDB), é possível processar até 2 mil testes por dia para covid-19. Nas últimas semanas, a capacidade de processamento de testes foi incrementada para atender a alta demanda.

Em coletiva na sexta-feira (17), o secretário da Saúde, José Henrique Germann, afirmou que 9,4 mil pacientes aguardam resultados de exames – na semana passada, eram mais de 20 mil pessoas. A cada dia, 1,3 mil novos testes chegam ao instituto.

Veja também:
Com pandemia, Justiça manda Inep adequar calendário do Enem 2020
Ventilador pulmonar de baixo custo é desenvolvido em Oxford

O objetivo do governo estadual é, até dia 18 de maio, elevar a capacidade de processamento diário de testes para 8 mil – número deveria ser sido atingido no dia 10 de abril, mas prazo foi adiado.

A chegada de mais de 700 mil kits nesta semana, vindos da Coreia do Sul, também vai ajudar na ampliação do diagnóstico da doença, medida considerada ideal pela OMS (Organização Mundial da Saúde) como estratégia para conter a pandemia.

No fim de março, uma notificação do governo orientou postos de saúde de São Paulo a notificarem apenas casos graves de covid-19. O caso foi revelado pelo portal “G1” e o Ministério Público de Contas determinou a compra de mais testes para enfrentar a “real situação” no estado.

No balanço mais recente divulgado pelo Ministério da Saúde, de sexta, o estado de São Paulo possui 12.841 casos confirmados da doença, com 928 óbitos. Em coletiva mais cedo, Doria determinou uma nova prorrogação da quarentena, com fim apenas no dia 10 de maio.

Loading...
Revisa el siguiente artículo