Crianças menores de dois anos não devem usar máscaras, diz órgão de saúde americano

Recomendação ocorre por conta de risco de sufocamento; Ministério da Saúde mudou orientação sobre uso de máscaras recentemente

Por Heloísa Scognamiglio - Canguru News

Segundo o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), órgão de saúde dos Estados Unidos, as crianças menores de dois anos não devem usar máscaras. Pessoas com problemas respiratórios, inconscientes, incapacitadas ou que não consigam remover as máscaras sozinhas também não devem usá-las. 

A pediatra Flávia Oliveira, da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), explica: há risco de sufocamento. No caso dos bebês, nesta faixa etária eles também ainda não têm capacidade de entender que não podem ficar tocando na máscara o tempo todo. Manipular o objeto ou tocar no rosto com frequência são ações que podem levar à contaminação. 

Ministério passa a recomendar uso de máscaras para todos 

Recentemente, o Ministério da Saúde passou a recomendar que todos os brasileiros usem máscaras para sair de casa – modelos caseiros, feitos de pano, que irão funcionar para reter a propagação da doença, por impedir que as gotículas respiratórias de quem as usa cheguem a outras pessoas. 

Leia também – Carta ilustrada explica sobre coronavírus para as crianças 

O órgão também continua orientando que as saídas só ocorram em caso de extrema necessidade, como para ir à farmácia ou ao supermercado – e, de modo geral, as crianças não precisam ser levadas a esses locais. “O ideal é ficar em casa”, diz Oliveira. “Caso a criança esteja sintomática, com febre e tosse, por exemplo, deve receber orientação de seu médico e decidir a necessidade de avaliação presencial”.

Se for imprescindível que a criança saia de casa, a pediatra dá orientações. Como os menores de dois anos não devem usar máscaras, ela sugere o uso do carrinho. "Cubra o carrinho com um tecido para minimizar contato e mantenha distância de pelo menos dois metros de outras pessoas”, aconselha ela. Já as crianças maiores que não se encaixarem nos outros grupos que não devem usar máscaras precisam seguir a recomendação do Ministério da Saúde. “Elas devem usar máscara se houver risco de tocar superfícies ou de não manter o distanciamento de pelo menos dois metros”, explica a médica.

As máscaras precisam estar ajustadas ao rosto da criança para funcionar corretamente, além de ser necessário que elas estejam dentro das especificações do ministério. Os pais também devem ficar atentos ao comportamento dos pequenos, evitando que eles toquem na máscara e no rosto.

Quer receber mais conteúdos como esse? Clique aqui para assinar a newsletter da Canguru News. É grátis!

Loading...
Revisa el siguiente artículo