Covid-19: Procon recebe denúncias de preços abusivos de álcool em gel e outros itens

Por Metro World News

A ouvidoria do Procon em São Paulo tem recebido, através das redes sociais, denúncias de consumidores que encontraram preços abusivos e outros problemas durante a epidemia de coronavírus.

Entre os dias 19 de março e 6 de abril, o Procon recebeu 2.831 denúncias – a maior parte (60%) referente a preços abusivos de álcool em gel e outros itens.

LEIA MAIS:
Doria pede que população fique em casa no feriado da Páscoa
Dinheiro devolvido em processos de corrupção irá para Saúde

É inadmissível que empresas aumentem de forma abusiva os preços de itens necessários à população durante a pandemia. O Procon está fiscalizando estabelecimentos no Estado de São Paulo para averiguar a prática – de 16 de março a 6 de abril, equipes percorreram 1.004 farmácias, supermercados, hipermercados, etc de 83 cidades.

O consumidor que se deparar com algum valor de produtos ou serviços relacionados ao coronavírus que considere abusivo, pode recorrer ao Procon de São Paulo.

Considerando a orientação de manter o isolamento e evitar sair de casa, o Procon.SP disponibiliza canais de atendimentos à distância para receber denúncias, intermediar conflitos e orientar os consumidores: via internet (www.procon.sp.gov.br), aplicativo – disponível para Android e iOS – ou via redes sociais, marcando @proconsp, indicando o endereço ou site do estabelecimento.

Loading...
Revisa el siguiente artículo