Pais de crianças no espectro autista relatam dificuldades durante isolamento

Por Band.com.br

Pais e familiares de crianças portadoras de autismo estão ainda mais aflitos durante esse período de isolamento social.

Uma das principais características do transtorno é a necessidade de rotina. Atividades previsíveis durante o dia transmitem segurança e conforto a essas pessoas.

LEIA MAIS:
São Paulo tem uma morte a cada hora por coronavírus
Saudável, italiano de 19 anos morre de coronavírus em Londres

O filho do empresário Thiago Galhardo, de 5 anos, é portador de autismo e tem transtorno obsessivo compulsivo.

À Rádio Bandeirantes, ele contou que o menino se frustra diariamente e está com gastrite por causa da ansiedade.

Segundo especialistas, a principal saída para enfrentar situações como essa é a comunicação.

Como muitos portadores de autismo têm facilidade com a linguagem, recomenda-se explicar sem alarmismo o que são coronavírus e quarentena.

Além disso, segundo o geneticista Zan Mustacchi, também pode ajudar a criação de uma rotina dentro de casa, com brincadeiras, banho e alimentação em horários determinados.

Loading...
Revisa el siguiente artículo