Bolsonaro contraria autoridades e defende uso da hidroxicloroquina para tratar coronavírus

Por Metro World News

O presidente Jair Bolsonaro voltou a defender o uso da hidroxicloroquina como solução para tratar o novo coronavírus (covid-19), mesmo com pedido do Ministério da Saúde para que a população não utilize o medicamento.

Veja também:
Em meio ao coronavírus, Brasil tem 3,6 mil respiradores fora de operação
Presidente do Madero diz que foi mal interpretado: ‘Não minimizei mortes por coronavírus’

Nas redes sociais nesta sexta-feira (27), Bolsonaro parabenizou a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) por ter liberado a pesquisa com o medicamento no hospital Albert Einstein, em São Paulo.

 

O órgão havia proibido a exportação e venda da hidroxicloroquina sem receita no Brasil, após corrida às farmácias em busca do produto, mesmo sem comprovação científica de seu sucesso.

A droga ainda é estudada pela OMS (Organização Mundial da Saúde). O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, também havia pedido para as pessoas não usarem o medicamento por conta dos efeitos colaterais intensos e por ter funcionado somente em alguns pacientes.

 

 

Loading...
Revisa el siguiente artículo