logo
Colunistas 26/04/2021

Vamos combater o desperdício de alimentos

Este ano, 159.812 quilos de alimentos já foram desperdiçados no Brasil. Essa é a estimativa do Índice de Desperdício do Programa das Nações Unidas para Meio Ambiente.

O desperdício de alimentos é um dos principais desafios enfrentados hoje no mundo e está relacionado com a fome, a pobreza, as mudanças climáticas e a sustentabilidade, entre outros pontos.

De acordo com Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), mais de 12,5 milhões de toneladas de alimentos são desperdiçadas todos os anos no Brasil. Trata-se de um número alarmante considerando o impacto ambiental do desperdício e o número de brasileiros que ainda passam fome ou vivem em insegurança alimentar.

Outros dados alarmantes

  • 931 milhões de toneladas de alimentos são desperdiçadas todos os anos no mundo.
  • 61% dos alimentos jogados fora no mundo são provenientes do lixo doméstico.
  • Cada brasileiro joga no lixo 60 quilos de alimentos por ano.
  • 8% das emissões de gases de efeito estufa a cada ano resultam do desperdício de alimentos.
  • O Brasil está em 10º lugar entre os países que mais desperdiçam comida no mundo, segundo dados da ONU/FAO.

Alguns prejuízos do desperdício para o planeta

  • Maior consumo de água.
  • Uso de espaços maiores de terra para produção de alimentos.
  • Aumento dos gastos para a produção de alimentos.
  • Maiores gastos com logísticas de extração e distribuição.
  • Menor consciência sobre a situação de insegurança alimentar em vários países.

No mês de abril acontece a campanha Juntos Contra o Desperdício, que se encerra na próxima quarta-feira, 28/04, com o Festival Consumo Consciente: Semeando Bons Hábitos, um evento online com uma série de atividades (incluindo quatro workshops de gastronomia) voltadas para a melhor forma de consumir os alimentos.

A campanha Stop Food Waste Day foi lançada mundialmente em 2017 pelo Grupo Compass, empresa líder global em serviços de alimentação, com o objetivo de educar e engajar para a mudança em relação ao desperdício de alimentos.

No site oficial, você confere a programação do festival e baixa um e-book de receitas. Adianto, a seguir ,duas receitas do e-book.

Creme de Folha de Couve-Flor (Sesc)

Ingredientes

  • 5 xíc. (chá) de folhas de couve-flor
  • ½ xíc. (chá) de cebola picada
  • 1 xíc. (chá) de leite
  • ½ xíc. (chá) de água
  • 2 col. (sopa) de azeite
  • 1 col. (sopa) de farinha de trigo
  • Sal a gosto

Preparo

Lavar as folhas de couve-flor e picá-las muito bem. Em uma panela, refogar a cebola no azeite até dourar. Juntar as folhas picadas e o sal. Misturar bem. À parte, misturar a farinha, o leite e a água. Adicionar a mistura ao refogado, mexendo bem até o creme encorpar. Deixe cozinhar. Sirva quente.

Hommus de Casca de Abóbora (chef Carina Muller)

Ingredientes

  • 1 xíc. (chá) de grão-de-bico
  • Casca de ½ abóbora japonesa
  • 1 folha de louro
  • 1 col. (chá) de cúrcuma em pó
  • ½ col. (chá) de canela em pó
  • 1 col. (chá) de páprica defumada ou doce
  • 1 dente de alho
  • 1 col. (sopa) de tahine (pasta de gergelim)
  • 1 limão espremido
  • 1 col. (sopa) de sal marinho
  • Pimenta do reino a gosto

Preparo

Deixar o grão-de-bico de molho em água por pelo menos 12 horas. Escorrer a água e enxaguar. Lavar bem a abóbora e descascar. Em uma panela de pressão, colocar as cascas, o grão-de-bico e o louro. Cobrir de água e levar ao fogo. Quando pegar pressão, cozinhar por 8 a 10 minutos em fogo baixo (até ficar macio). Coar e reservar o caldo. Bater o grão-de-bico e as cascas no processador ou liquidificador com os demais ingredientes até que fique uma pasta homogênea. Guardar na geladeira por até 4 dias. Pode congelar por até 90 dias.