logo

Durante a pandemia, uma das tendências que se consolidou foi a preocupação com hábitos saudáveis, principalmente no setor de alimentação, e começamos a ouvir mais o termo saudabilidade, que abrange alguns fatores, tais como: bem-estar, prazer, conveniência, sustentabilidade.

Quem está ligado nessa tendência, busca mais qualidade de vida, bem-estar e saúde, além de equilíbrio entre corpo e mente. Aqui no Brasil, somos o quarto maior país consumidor de alimentos saudáveis.

Seguindo a máxima de descascar mais e desembrulhar menos, acompanhamos o aumento tanto da oferta de empresas que entregam frutas e hortaliças orgânicas, direto do produtor, como o aumento do interesse das pessoas em cultivar em casa suas próprias verduras.

Foi em plena quarentena de 2020 que conhecemos a @fazufazendasurbanas. Eles são uma rede de fazendas urbanas espalhadas pela cidade de São Paulo, cujas hortaliças produzidas sem agrotóxicos são colhidas no momento da entrega, minimizando tempo, distância, desperdícios em geral e o impacto ambiental.

Nossa caixa veio com alface roxa e crespa, espinafre, agrião, rúcula e folha de beterraba. Tudo super fresquinho, suculento e duraram muito mais tempo na geladeira. E tudo por um preço justo.

Se você pensa em ter sua própria horta, a @fazufazendasurbanas oferece uma réplica da estrutura deles, adaptada para sua casa.

Acompanhando essa tendência, vimos também o crescimento das hortas urbanas em diversas cidades, proporcionando não apenas a melhora na alimentação, como também o fortalecimento da vida comunitária, o aproveitamento de áreas urbanas ociosas, geração de renda e consolidação da educação ambiental. Segundo a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), já são cerca de 800 milhões de pessoas envolvidas com essa atividade no mundo.

Aqui vão alguns exemplos para você se inspirar e contagiar a vizinhança:

https://www.facebook.com/horteloesurbanos: Horta das Corujas, Horta do Ciclista, Horta do CCSP (Centro Cultural São Paulo) e mais 6 hortas.

Praça Nova Lapa – Rua Maria Augusta Thomas, s/nº – mantem uma horta viva e organiza eventos junto com o Circuito Integrado pela Sustentabilidade Leopoldina.

Cidades Sem Fome: tem hortas comunitárias em bairros distantes do centro da cidade.

@paequipmentos: essa pequena fábrica de peças de inox para cozinhas aproveitou um espaço ocioso em sua loja de fábrica para criar sua própria horta em 2021. A ideia é incentivar as crianças das escolas próximas a conhecer mais sobre os alimentos, mas esse projeto ficará para depois da pandemia, quando as aulas voltarem ao presencial.


Indica SP é um site de dicas sobre São Paulo produzido por Chris e Bel, mãe e filha, duas paulistanas apaixonadas pela cidade
www.indicasp.com.br[email protected]