Bola fora do prefeito

Por José Luiz Datena

Gosto do Bruno, acho que até agora foi bom prefeito e se distanciou da marca que tinha, de ser cordeirinho do governador, mas este ano começou mal, muito mal. Aceitar aumento de salário descabido nesta época de pandemia para ele e sua turma foi demais. Aceitar acabar com gratuidade dos 60 anos no transporte coletivo foi demais. Não cumprir promessa é uma coisa. Trair, principalmente quem votou nele, é absurdo intolerável.

Bolas foras na política à parte, a grande pisada do prefeito foi o Maracanã da final da Libertadores. Lance digno de cartão vermelho, como a fase da covid-19 em São Paulo. O Maraca está para o prefeito como Miami esteve para o governador. A diferença é que um reconheceu o erro e o outro tentou justificar o injustificável, independentemente do seu amor pelo Santos. Foi uma pena ver quem fala em ter foco na ciência se envolver em uma cena que vai na contramão dela.

Levar o filho, que ele ama, para ver uma final,  tudo bem em tempos normais. Mas, fazer isso agora, é pisar na bola. E ponto. Espero que o Bruno que eu conheço apareça logo antes de desperdiçar uma carreira que pode ser brilhante e até levá-lo a um cargo que nem ele mesmo imagina. Ele é mais popular que o Doria, mas deste jeito, não.

Na outra ponta, é claro que uma greve de caminhoneiros agora seria um caos para o Brasil, concordo plenamente. Mas é preciso analisar o outro lado, que anda em estradas ruins e perigosas e sob as armas dos bandidos que roubam carga. Fora um desemprego violento na área por causa de empresas de transporte que quebraram na pandemia. O pedágio por eixo só não é roubo porque é legal. Porém, neste país, nem tudo que é legal é justo.

Tenho respeito e fico preocupado com a maior parte da classe, que não se mistura com baderneiros de plantão – que toda categoria tem. Fora isso, é chorar pelos nossos irmãos sufocados da Amazônia. Para os gringos, lá está o pulmão do mundo, que eles tanto querem ver preservado. Mas na hora de ajudar os povos da floresta, demoraram muito e mandaram pouco, míseros trocados para salvar quem eles dizem se preocupar.

Que DEUS nos ajude, pois nos homens já deixei de confiar faz tempo, como no parlamento disfarçado e interesseiro. A Inglaterra tem o parlamento de novo independente da comunidade europeia. O parlamento da libra. Aqui devemos ter o parlamento do Lira, que com certeza, no câmbio da política, vai custar para nós mais caro do que a moeda inglesa.

Loading...
Revisa el siguiente artículo