Cuide da saúde mental do seu filho durante a quarentena

Por Ivana Moreira

As mudanças na rotina por causa da pandemia do coronavírus têm deixado todos apreensivos – e seus filhos
não estão imunes a isso. Não por acaso instituições como OMS (Organização Mundial de Saúde) e Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) estão preocupadas com a saúde mental das crianças.

Recentemente, ambas as organizações divulgaram cartilhas de orientação para os pais, sobre como explicar essa crise mundial aos pequenos. “Uma conversa aberta e cuidadosa com as crianças pode ajudá-las a entender, lidar e até dar uma contribuição positiva para os outros”, afirma Florence Bauer, representante do Unicef no Brasil. Confira as dicas da OMS para apoiar o bem-estar mental e psicossocial das crianças durante a pandemia:

  • Ajude seus filhos a expressar seus sentimentos. Promover atividades criativas, como brincadeiras e desenhos, pode facilitar o processo de falar sobre medo e tristeza. As crianças sentem-se aliviadas se puderem expressar e comunicar seus sentimentos em um ambiente seguro e solidário.
  • Mantenha os laços familiares. Mantenha as crianças próximas aos pais e à família, se isso for considerado seguro para elas. Se uma criança precisar ser separada de seus cuidadores, garanta que ela seja cuidada de forma adequada por terceiros e que terá o contato regular com os pais por meio de ligações telefônicas ou vídeo.
  • Siga uma rotina. Organize uma rotina de atividades diárias para as crianças, sempre que possível, incluindo tarefas que envolvam aprendizagem. Estimule a criança a brincar e socializar, ainda que restrito ao grupo familiar.
  • Esclareça as dúvidas. Fale sobre a covid-19 de maneira honesta e apropriada, ajudando-os assim a aliviar a ansiedade. As crianças observam os comportamentos e emoções dos adultos em busca de dicas sobre como gerenciar suas próprias emoções em tempos difíceis
Loading...
Revisa el siguiente artículo