Colunistas

PMDB fechará questão na reforma da Previdência

A bancada do PMDB na Câmara bateu o martelo durante reunião na residência do líder do partido, deputado Baleia Rossi (SP): a executiva do partido será provocada a fechar questão a favor da reforma da Previdência. Para isso, será preciso recolher metade das assinaturas dos deputados federais para levar o pedido à executiva. Lideranças da Câmara querem que o assunto esteja definido até semana que vem.

Ou vai ou racha

O fechamento de questão obriga todos os deputados a votarem conforme a orientação do partido, sob pena até de expulsão.

Melhor prevenir

A maioria dos deputados do PMDB defende a reforma da Previdência, mas o partido avalia que não pode se dar ao luxo de perder um só voto.

Votos necessários 

Os deputados do PMDB favoráveis à aprovação da reforma garantem que haverá votos suficientes para o fechamento de questão.

Esfregando as mãos

O presidente nacional do PMDB, Romero Jucá (RR), evita declarações peremptórias de apoio ao fechamento de questão, mas espera por isso.

Amazonas terá campanha difícil e cara, este ano

Do prefeito de Manaus, Arthur Virgílio (PSDB), ao senador Omar Aziz (PSD), todos no Amazonas desejam o lugar do ex-governador José Melo, cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral, mas quem quiser o cargo terá de derrotar o senador Eduardo Braga (PMDB), que lidera pesquisas quando Amazonino Mendes não é incluído nelas. A campanha será tão curta quanto cara e difícil, em razão das distâncias, digamos, amazônicas entre os municípios. Isso desanima os políticos.

Reeleição à vista

O eleito, na disputa pelo governo do Amazonas, poderá disputar a reeleição em 2018, após o curto primeiro mandato de um ano e meio.

Lista extensa

O deputado Alfredo Nascimento (PR), o deputado Arthur Bisneto (PSDB) e Marcelo Ramos (SD) são cotados, no mínimo, para vice.

Ramos declinou

Sondado, o ex-candidato a prefeito de Manaus Marcelo Ramos (SD) declinou da chance de ser vice o de Amazonino Mendes.

Antro da corrupção

O juiz federal Ricardo Augusto Soares Leite, da 10ª Vara do DF, definiu o Instituto Lula, que mandou fechar, como “local de encontro para a perpetração de vários ilícitos criminais”. Autêntico antro da corrupção.

Idas e vindas

O veterano presidente Michel Temer ironizou a hostilidade do senador Renan Calheiros (PMDB-AL), dias atrás: “Ele é de idas e vindas, quem sabe volta…”. Não deu outra: ontem, o “rebelde” voltou ao Planalto.

Onde tudo começou 

A foto do senador José Serra (SP) em rede social, ao lado de Carina Vital, presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE), teve toda pinta de volta às origens. Serra presidiu a UNE nos anos de chumbo.

Ganhando no grito

Carlos Marun (PMDB-MS), da comissão da Reforma da Previdência, promete levar ao plenário uma emenda para beneficiar, que absurdo, agentes penitenciários que tocaram o terror em Brasília.

Quem cuida de índio

O novo presidente da Funai, Franklimberg Ribeiro de Freitas, além de pertencer à etnia mura, é general. Quem já esteve na selva sabe que é o Exército, e não padres ou ONGs, que de fato cuida dos índios.

Excursão a Curitiba

Rodrigo Maia transferiu para esta quarta-feira (10) a reunião do colégio de líderes, mas só com governistas, porque a petelhada passou a mão no dinheiro público para comprar passagens e se mandar para Curitiba.

Público e privado

Em 2009, o então presidente Lula admitiu ter pago viagens para sindicalistas com verba da Câmara, quando foi deputado nos anos 1980. “Não via problema” em fazer o contribuinte otário pagar a conta.

Combate ao câncer

A Uber, terror dos taxistas, vai oferecer viagens de graça a todos que participarem da Corrida Graacc (Apoio a Adolescentes e Crianças com Câncer), cuja renda será toda revertida para o combate da doença.

Pensando bem…

… José Dirceu deve ter bronca da sogra: apesar dos protestos, escolheu ir para a casa dela, queimando o filme da senhora.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos