Colunistas

Para ministros, 23ª fase pressiona ação no TSE

humberto1 Claudio Humberto colunista grande twitterMinistros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) reagiram preocupados à 23ª fase da Operação Lava ato, que resultou na prisão do marqueteiro João Santana, um dos mais influentes personagens do poder petista. Um dos ministros manifestou preocupação de que o caso, de grande repercussão, tenha o objetivo de pressionar o TSE a decidir pela impugnação da chapa Dilma-Temer, como pretende a ação do PSDB.

Cancelou, anulou

O TSE vai decidir sobre o cancelamento do registro da chapa Dilma-Temer e consequente anulação de sua vitória na eleição de 2014.

Fato novo

O PSDB pediu a anexação do inquérito à ação no TSE. O ministro Gilmar Mendes confirmou que novas provas podem ser admitidas.

Ofereceu, dançou

Outro ministro do TSE estranhou que a prisão de João Santana tenha sido decretada após ele se oferecer para esclarecer os fatos.

Cautela

A maioria dos ministros do TSE, no entanto, evita críticas à 23ª fase da Lava Jato, cientes de que “é preciso, antes, conhecer os autos”.

PSDB ajuda a salvar Coutinho na CPI do BNDES

O PSDB se revela a oposição que a presidente Dilma pediu a Deus. A bancada do partido na Câmara se dividiu porque parte dos deputados  brigaram para impedir o indiciamento do presidente do BNDES, Luciano Coutinho, na CPI que investiga as maracutaias nesse banco. Por tabela, os tucanos ajudaram também o fazendeiro José Carlos Bumlai, amigão do ex-presidente Lula que está preso na Lava Jato.

Líder de que governo?

O líder do PSDB, Miguel Haddad (SP), discutia no plenário da Câmara, terça (23), contra indiciamentos na CPI do BNDES, exceto o de Lula.

Pizza PlanaltoCaptura de Tela 2016-02-24 às 21.35.42

Seguindo orientação do governo Dilma, o relator da CPI do BNDES, José Rocha (PR-BA), não recomendou um único indiciamento.

Divisão

A divisão no PSDB tem a ver ainda com a eleição para líder, quando Antonio Imbassahy (BA) derrotou Jutahy Junior (BA).

Tratado como ex

“Saíram” com Delcídio do Amaral (PT-MS) do comando da Comissão de Assuntos Econômicos. Como ele não sai voluntariamente, o PT costurou com o PMDB a indicação de Gleisi Hoffmann (PT-PR).

Desautorizados

Os tucanos ligados a Geraldo Alckmin foram instruídos a não colaborar com as pautas econômicas de Dilma, como tem defendido Aécio Neves (MG). A avaliação é que pegou mal a atitude de “bom moço” de Aécio.

Fala aí, ministro

O deputado Sóstenes Cavalcante (PSD-RJ) vai requerer a convocação do ministro Nelson Barbosa (Fazenda), para explicar o rebaixamento da nota de crédito do Brasil. Só não espera uma confissão de culpa.

Ela vai

O PT, que não a convidou para participar do seu programa em rede de rádio e TV, esta semana, terá de aturar a presença da presidente Dilma na festa de aniversário do partido, neste sábado (27), no Rio.

Primeiríssima necessidade

Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP) vai lançar um mestrado em Administração Pública, a ser ministrado em 12 encontros anuais com professores do quilate do ministro Gilmar Mendes e dos senadores e ex-governadores Antonio Anastasia (PSDB-MG) e Jorge Viana (PT-AC)

Muy amigo

A propaganda do PMDB, que vai ao ar nesta quinta (25), fez ressurgir a crise com o Planalto: critica a condução da economia e defende o plano “Uma Ponte para o Futuro”, proposto por Michel Temer para o País.

Truculência

A segurança do Senado não perde o jeito truculento de abordar a imprensa credenciada. Sem se identificar, os seguranças ameaçam tomar o crachá de acesso e empurram jornalistas.

Intervenção

Ciro Nogueira, presidente do PP, serviu ao Planalto e interferiu na disputa pela liderança de sua bancada na Câmara: fez Cacá Leão (BA) desistir. O ex-ministro Aguinaldo Ribeiro (PB) é o novo líder.

Pensando bem…

…o PT completa nesta quinta 36 anos, mas com corpinho de 171.

Captura de Tela 2016-02-24 às 20.24.46

Com Gabriel Garcia, Rodrigo Vilela e Tiago Vasconcelos

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos