Colunistas

Cunha tenta anular sessão do conselho outra vez

humberto1 Claudio Humberto colunista grande twitterO novo relator do processo contra Eduardo Cunha no Conselho de Ética, deputado Marcos Rogério (PDT-RO), está sob suspeita de agir a serviço do presidente da Câmara. É que seu “voto complementar” ao parecer do ex-relator Fausto Pinato pode ser usado pela Mesa Diretora para anular a última sessão do conselho, sob a alegação de que não pode ser aceito o “voto complementar” de algo que “não existe”, porque o primeiro relatório teria “desaparecido” com a destituição do autor.

Complementar

Aliados de Eduardo Cunha devem representar junto à Mesa Diretora, para anular a aprovação de um “voto complementar do que não existe”.

Resistência prometida

Presidente do conselho, José Carlos Araújo (PSD-BA) soube da trama para anular a votação do novo relatório, e promete resistir à “violência”.

Interpretação

O novo relator diz não saber da manobra para anular seu voto, mas afirma que “é uma questão de leitura e de interpretação do regimento”.

Um antigo aliado

Marcos Rogério já disputou a presidência do Conselho de Ética, com apoio de Eduardo Cunha, contra o deputado Ricardo Izar (PSD-SP). Captura de Tela 2015-12-16 às 21.28.56

Comissão não se acha monumento à inutilidade

A Comissão de Ética Pública da Presidência da República diverge da opinião da coluna de que é um monumento à inutilidade. Em carta assinada pelo colegiado, garante cumprir seus deveres legais, reunindo-se todos os meses, e que Censura Ética é a pena máxima prevista no Código de Conduta da Alta Administração. A carta não cita iniciativas para o agravamento de punições previstas nesse código.

A pena máxima

Nestor Cerveró e Paulo Roberto Costa, ex-diretores da Petrobras, foram punidos com “censura ética” pela Comissão de Ética Pública.

Traquinagem

“Censura ética” para tipos como Nestor Cerveró, presos por roubar a Petrobras, é tão grave quanto dizer-lhes que “roubar é feio”.

Chave de ouro

A última reunião do ano da Comissão de Ética foi segunda (14), mas é datada de agosto a ata mais recentemente disponibilizada em seu site.

Falta pouco para prender

A delação de Ricardo Pernambuco, da Carioca Engenharia, foi decisiva para a busca e apreensão contra Eduardo Cunha, na terça. Revelou o pagamento de propina de R$ 52 milhões a Cunha, depositada na Suíça e em Israel, para liberar dinheiro dos investimentos do FI-FGTS.

Vade retro, PT

Levantamento do Instituto Paraná revelou que 51,2% dos cariocas não têm vontade de se filiar a partidos políticos e 48,5% são radicais: não se filiariam ao PT em nenhuma hipótese.

Serventia da casa

Joaquim Levy (Fazenda) já anunciou a própria demissão tantas vezes que ninguém o leva a sério. Quando se falou em reduzir a meta fiscal de 0,7% para 0,5% do PIB, declarou: “Aí, eu estou fora”. Lorota.

Meta em dobro

A redução da meta fiscal virou motivo de chacota no Congresso. “A presidente da República já avisou que se não atingir a meta ela dobra a meta”, debochou o presidente do Senado, Renan Calheiros.

Chá de xadrez

Desde o dia 25, Delcídio do Amaral (PT-MS) dorme num colchonete em uma sala da PF em Brasília. O Supremo Tribunal Federal autorizou sua transferência para quartel da PM-DF, mas isso ainda não aconteceu.

Os mais admirados

A 10ª edição do anuário Análise Advocacia, ainda mais aprimorado, revela os advogados mais admirados do Brasil. Nelson Williams é o maior escritório, mas os mais lembrados na pesquisa são Pinheiro Neto Advogados, no país, e Paixão Côrtes e Advogados, em Brasília.

Ele acordou

O presidente do Conselho de Ética do Senado, João Alberto Souza (PMDB-MA), parece haver despertado de longa soneca. Abriu ação até contra o colega Randolfe Rodrigues (Rede-AP), que alega perseguição.

Vai aumentar

“Faltaram 14 votos na votação da chapa da oposição que formará a comissão do impeachment”, afirma o deputado Nilson Leitão (PSDB-MT), prevendo que a situação de Dilma é pior do que os 272 x 199.

Vanguarda do atraso

Após proibir mensagens de WhatsApp por 48 horas, agora só falta as autoridades obrigarem os brasileiros a utilizar sinais de fumaça para se comunicar.

Captura de Tela 2015-12-16 às 21.29.13

Com Gabriel Garcia, Rodrigo Vilela e Tiago Vasconcelos

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos