Colunistas

Desinteresse em punir pode favorecer Delcídio

humberto1 Claudio Humberto colunista grande twitterA prisão de Delcídio do Amaral (PT-MS) pegou o Senado de calças nas mãos: o presidente Renan Calheiros (PMDB-AL) não indica corregedor desde a saída de Vital do Rêgo, em 2014, para assumir o Tribunal de Contas da União. O Conselho de Ética está às moscas desde 2013 e seu presidente, João Alberto (PMDB-MA), foi um dos 13 senadores que votaram para soltar o colega flagrado na trama para obstruir a Justiça.

Mesa catatônica

A mesa diretora do Senado deveria ter representado contra Delcídio no Conselho de Ética enquanto sua prisão surpreendia o país.

Sem provocação

João Alberto disse que o Conselho de Ética do Senado somente pode agir “se for provocado”. Como presidente, ele não pretende fazer isso.

Com provocação

A oposição fará a “provocação” ao Conselho de Ética, diz o senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), se a Mesa Diretora se fingir de morta.

Crime grave

O Senado hesita na punição ao senador preso por oferecer dinheiro e um plano de fuga a um condenado da Justiça, em troca do seu silêncio.

Deputado colhe assinaturas para CPI do BTGCaptura de Tela 2015-11-26 às 21.09.11

O envolvimento do banqueiro André Esteves em negócios suspeitos, como a compra de ativos da Petrobras na África por uma pechincha, e sua participação na trama para obstruir a Justiça, levaram o deputado JHC (PSB-AL) a começar a recolher hoje assinaturas para criação da CPI do BTG Pactual. Ele acha que é hora de investigar as relações de Esteves com os partidos políticos e o poder público.

Pânico suprapartidário

A prisão de André Esteves deixou petistas e tucanos insones. Quem dá um Google encontra fotos dele com Aécio Neves, presidente do PSDB.

Vistas grossas

O deputado JHC, que foi da CPI da Petrobras, ficou intrigado porque negócios do BTG com a Petrobras na África nem foram investigados.

Cumplicidade

André Esteves teve acesso à minuta do acordo de delação de Nestor Cerveró. Esclarecer isso é questão de honra para a Polícia Federal.

Sentiu o baque

A prisão do líder do governo afetou Dilma, que tinha um certo chamego por Delcídio. Gostava do seu tipo galante conversador, e não o tratava, como aos antecessores dele, com seu jeito búlgaro de ser.

Papo de mafiosos

A íntegra da gravação de 1h35m37s, disponível no portal Diário do Poder, revela a conversa vergonhosa entre Delcídio e seus comparsas. Parece conversa de mafiosos no fundo de um restaurante malcheiroso.

Tudo bem com a PF

Da parte da Polícia Federal não há dificuldade de se relacionar com órgãos de inteligência envolvidos na segurança das Olimpíadas do Rio. Em nota, a PF diz que sua larga experiência na área é reconhecida em todo mundo, incluindo monitoramento e repressão ao terrorismo.

Ele merece

A fartura era grande. A prestação de contas mostra que Delcídio do Amaral não gastou um só centavo para divulgar suas atividades, este ano. Aliás, ele continua nadando de braçada na “mídia espontânea”.

Zero credibilidade

Como o TSE não vai participar da encenação eleitoral na Venezuela, o chanceler Mauro Vieira, certamente sob ordens do aspone Top-Top Garcia, mandará um embaixador para legitimar a fraude anunciada: José Viegas, ex-ministro da Defesa de Lula e petista exaltado.

Fingindo de morto

Deputados da Rede acusam Eduardo Cunha de não realizar sessões na Câmara na quarta e quinta por medo. Com a prisão de Delcídio do Amaral, Cunha tenta acalmar os ânimos na Câmara.

Investigar é crime?

A Abracomtaxi classificou como “coação e um ataque à democracia” a investigação aberta pelo Cade para apurar a conduta de taxistas contra motoristas do Uber. Não querem a concorrência de um serviço melhor.

Já vai tarde

Velhos observadores da política desconfiam que foi tudo combinado, na sessão do Senado que referendou a prisão de Delcídio. Votaram contra mesmo os que haviam sinalizado apoiar o líder do governo.

Pergunta na Lava Jato

Quando Lula disse que Delcídio apenas cometeu “uma burrada”, ele se referia à obstrução da Justiça ou porque se deixou gravar?

Captura de Tela 2015-11-26 às 21.08.47

Com Gabriel Garcia, Rodrigo Vilela e Tiago Vasconcelos

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos