logo
Colunistas
Colunistas 24/04/2015

Gre-Nal é mais Gre-Nal na Band

reche-3Nossa cobertura de Gre-Nal é a mais emblemática do rádio do Rio Grande do Sul. Até a hora de a bola rolar, todos os grandes profissionais ligados ao clássico vão desfilar pelo microfone mais forte do rádio brasileiro. A Bandeirantes tem uma larga tradição neste tipo de acontecimento e é de praxe toda a mobilização possível. Dentro de campo um clássico com uma valorização enorme. Se o Grêmio ganhar, vencerá um participante de Libertadores e um clube que tem o maior número de conquistas dos últimos 10 anos no Brasil. Se o Inter ficar com o caneco, quebrará a escrita de jamais ter derrotado Luiz Felipe Scolari em uma decisão. E mais: o Grêmio está dizendo que é final de Copa do Mundo e o Inter também está muito a fim de ganhar. Um quer evitar o penta e o outro quer celebrar um título, que pela sequência seria muito expressivo.

Fábio Koff – Ninguém duvida do tamanho de Fábio Koff. E todos que ousaram tentar diminuir a sua importância acabaram pagando um alto preço. Koff é, sem dúvida, o maior dirigente da história do futebol do Rio Grande do Sul. Não só pelas conquistas no Grêmio, como também pela importância que teve conduzindo o Clube dos 13 e fazendo nosso futebol mudar de patamar. Entrou no Grêmio quando quis, saiu quando bem entendeu, e voltou quando teve vontade de retornar. Esse é o cara.

Lisandro López – Lizandro López e William serão inscritos na Libertadores da América. O atacante deve virar titular. Diego vê nele acréscimo. O problema é como vai fazer para colocar todos no mesmo time. Jorge Henrique é importante taticamente. Valdívia está pedindo passagem. Nilmar não pode sair nunca. Sasha é o melhor desempenho individual da temporada. Quem sai? E quem marca na meia cancha? Pode ser que sobre Jorge Henrique para entrar Lisandro. E o Valdívia… E Se sair Aránguiz, quem marca?  Acho que Valdívia vai esperar. Que o argentino vai virar titular e que Jorge Henrique será sacado. Com Sasha e D’Alessandro no meio, tem como segurar as pontas?  Por isso, mesmo que ache William superior, entendo que Ernando vai seguir como lateral. Alguém tem de guardar posição.

Grêmio – Pela estatística dos Gre-nais, Wallace vai começar. Fellipe Bastos deve sobrar. No último clássico Felipão surpreendeu e colocou Mamute e Lincoln no ataque, mas agora tem outras opções, pois o time cresceu.

Aguirre e Felipão – Quando Aguirre ainda só tomava pau, levantei a seguinte questão. Tudo bem, mas com o Brasileirão se avizinhando, ele precisa conhecer todo o grupo. É um campeonato longo e ali ele terá que saber o potencial de todos e ter o grupo na mão. Ganhei seguidores na minha tese. Vale também para o Grêmio. Quando ainda estava mal no Gauchão, eu defendi que era só este o momento que Felipão teria para testar. E  serviria para separar quem poderia permanecer e os que deveriam sair. Ainda há um caminho a ser seguido, mas até mesmo os mais inflexíveis cederam. Insistir no erro e torcer pela tese seria burrice.

Sorteio maluco – O sorteio para definição dos árbitros para os clássicos é às avessas. Quem perde apita a finalíssima. Não deveria ser o contrário? Está bem que sejam dois Gre-Nais, mas a decisão é na 2a partida.

Jornalista com 29 anos de experiência em rádio, TV e jornal, Luiz Carlos Reche cobriu seis Copas do Mundo. Além do Metro World News, tem comentários na Band AM 640, BandNews e Band TV. Na AM, ainda apresenta o “Atualidades Esportivas 2a Edição” e o “Apito Final”.