logo
Colunistas
Colunistas 02/04/2015

O ovo, a galinha e a polêmica: vale mesmo o quanto cu$$$ta?

colunista  marcos-silvestreVamos comparar? Nas últimas semanas rolou nas redes sociais uma “notícia” (fictícia, é claro) dando o “alerta” de que seriam banidos todos os usuários que insistissem nas comparações entre o preço abusivo dos ovos de Páscoa, de um lado, e o custo beeem menor das barras de chocolate, de outro. De fato, um ovo de 700g de uma marca intermediária é ofertado por R$ 54,90, enquanto a barra de 1kg da mesma marca pode ser encontrada por R$ 19,90. Considerando só o ingrediente chocoloate, o ovo de 700g deveria custar R$ 13,90. Por causa da embalagem, marketing e apelo de época, custa o quádruplo!

Bien sûr, monsieur! Então me lembro de um casal de amigos que pagou 250 euros (R$ 1 mil de hoje) por prato em um restaurante de Paris… para comer o quê? Frango! Bem, o restaurante era um dos mais badalados da Cidade Luz, e o casal não comeu simplesmente “frango”: eles desgustaram “aiguillettes de poulet à la crème fraîche” ou… tiras de frango com creme fresco, numa tradução literal. Existe, de fato, muita diferença entre uma galinha ciscando no terreiro (R$ 3,00), o quilo do frango inteiro resfriado (R$ 5,90), o quilo do peito de frango limpinho (R$ 9,90) e as aiguillettes de Paris. E não é só no preço.

Caro? A matéria-prima principal de um produto final qualquer é um custo óbvio, que tem sempre de estar no seu preço, mas nem de longe é o único custo, e pode até não ser o mais importante. A gente tem de prestar atenção na “experiência”. O ovo de Páscoa é delicadamente moldado no formato de um ovo, recheado com bombonzinhos ou brinquedinhos que podem ser belas porcarias, mas seduzem a galera. Aquele papel de embalagem é vistoso pacas, e a sensação de andar no mercado debaixo daqueles túneis de ovos… bem… tudo isso vale quanto? Tem mesmo de custar bem mais caro que a barra nua e crua, né!

É barra! Se você tem para bancar a experiência bem mais cara, aí já é outra história. Se acha que compensa o tanto a mais que se paga, é algo subjetivo. Quanto vale o sorriso de uma criança, ou mesmo de um adulto querido? Agora… será que esse sorriso depende só disso? Hum… questões para filósofos, não para matemáticos. Quanto a mim? Pode me dar barra! Dependendo de quantas ganhar aproveito para largar a enxada de economista e montar uma “chocolateria artesanal gourmet” lá na lavanderia de casa. Fica frio: na promoção de inauguração, seu ovo de 700g não vai lhe custar mais que R$ 54,90!

Economista com MBA em Finanças (USP), orientador de famílias e educador em empresas, é colunista da BANDNEWS FM e fundador da SOBREDinheiro. Diretor do site www.oplanodavirada.com.br, da EKNOWMIX Consultores Integrados e da TECHIS SA.