Colunistas

Um novo Dunga?

jose-carlos-araujo garotinhoApós a coletiva de apresentação do Dunga, confesso que fiquei na dúvida se é o mesmo de 2010. Firme nas suas convicções, personalidade muito forte, são características dele, mas uma coisa me chamou a atenção. É quando ele diz que precisa se aperfeiçoar no relacionamento com a imprensa. Faltou dizer se pediria desculpas ao Alex Escobar, pela grosseria com que tratou nosso colega, ainda na África do Sul.

– O futebol mudou, mas nem tanto.

Esta foi uma das conclusões tiradas pelo Dunga após esta Copa de 2014. Já acho que nós é que mudamos muito. E para pior. Abandonamos a nossa qualidade maior, que é a arte, a criatividade. E passamos a adotar o jogo dos botinudos, na base do chutão pra frente, coisa que só se via em time de baixa categoria, mas nunca no Brasil.

Todos sabem que não morro de amores pelo novo técnico. Talvez até pelo seu comportamento grosseiro, na maneira de tratar as pessoas. Mesmo com as pesquisas mostrando um alto índice de rejeição, torço para que ele resgate a alegria de jogar da nossa seleção. Chega de chororô!

Quando a CBF demitiu o médico José Luiz Runco por telefone deu exemplo de arbitrariedade. O José Maria Marin bem que tenta, mas deixa evidente a sua marca nos anos de chumbo neste país. O Dr. Runco prestou serviço à entidade por 16 anos. E foi graças a ele que Ronaldo e Rivaldo participaram com totais condições da conquista do penta. Aliás, o médico do Barcelona queria operar o Rivaldo às vésperas da Copa, mas o médico da Seleção vetou a nova cirurgia, por considerá-la desnecessária.

Essa história de que o Gilmar Rinaldi deixou de ser empresário em 24 horas não me convenceu. O coordenador técnico da CBF era dirigente do Flamengo, e, ao mesmo tempo, agente de três jogadores do clube : Adriano, Reinaldo e Juan. Imagina na Copa!

Ney Franco não conseguiu vencer no Flamengo. Será que o Eduardo Bandeira de Mello não reconhece que foi um erro a demissão do Jayme de Almeida? E da forma desrespeitosa como aconteceu. Parece a chamada lei do retorno…

Desculpas ao leitor Armando Castanheira. Na correria pós-Copa, acabei esquecendo do jogo Fluminense x Criciúma, quarta passada.

José Carlos Araújo escreve às quartas-feiras no Metro Jornal do Rio de Janeiro. É também comunicador das rádios Bradesco Esportes e Bandnews FM e apresentador do “ Donos da Bola», na tela da Band.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos