Ciência e Tecnologia

Inteligência artificial poderia substituir os árbitros de futebol em 30 anos, preveem especialistas

A Inteligência Artificial está destinada a ter uma forte presença no esporte.

Mexico corre peligro de quedar fuera de Qatar
Mexico v Poland: Group C - FIFA World Cup Qatar 2022 DOHA, QATAR - NOVEMBER 22: Referee Chris Beath gives a penalty to Poland after a VAR check during the FIFA World Cup Qatar 2022 Group C match between Mexico and Poland at Stadium 974 on November 22, 2022 in Doha, Qatar. (Photo by Alex Grimm/Getty Images) (Getty Images)

Os especialistas no campo da análise desportiva fizeram uma previsão audaciosa: os árbitros de futebol podem ser substituídos por Inteligência Artificial (IA) nas próximas três décadas.

ANÚNCIO

Embora a Inteligência Artificial já tenha deixado sua marca na arbitragem com tecnologias como o VAR (Árbitro de Vídeo Assistido) e a tecnologia de linha de gol, espera-se que seu papel se expanda significativamente no futuro. Isso se deve à crescente disponibilidade de dados de alta qualidade e aos avanços em visão computacional, que estão prestes a revolucionar a forma como os jogos de futebol são arbitrados.

Aldo Comi, diretor executivo da Soccerment, um fornecedor de destaque de análises de futebol a nível mundial, visualiza um futuro onde a Inteligência Artificial desempenhará um papel central nas decisões arbitrais. Ele argumenta que a eficiência em constante crescimento da visão computacional e o aumento do número de câmeras no campo são fatores-chave para esta transformação.

El renacer del fuera de lugar.
FIFA World Cup Qatar 2022 Alexander Hassenstein/Getty Images (ALEXANDER HASSENSTEIN GETTY IMAGES/Getty Images)

De acordo com o relatório do Cryptopolitan, a crescente quantidade de dados rotulados e a melhoria da qualidade dos dados permitirão o desenvolvimento de modelos de IA que tomem decisões baseadas na análise em tempo real das ações no campo.

Transição em etapas

Comi sugere que esta transição poderia ocorrer em etapas. Inicialmente, os juízes de linha poderiam ser substituídos, com o árbitro conectado a um assistente virtual para ajudar na tomada de decisões. Com o tempo, a análise preditiva da IA poderia ser incorporada ao papel do árbitro, fornecendo informações e sugestões para melhorar o fluxo e a equidade do jogo.

Árbitro Michael Oliver AP Foto/Daniel Cole (Daniel Cole/AP)

O impacto da Inteligência Artificial vai além do arbitragem. Já está remodelando vários aspectos do futebol, desde contratações de jogadores até a estratégia do time. Os clubes usam análise de dados para tomar decisões informadas sobre contratações de jogadores, e a IA poderia ajudar os gerentes na seleção e nas táticas do time.

Além disso, a IA poderia fornecer assistentes virtuais que prevejam desenvolvimentos futuros do jogo e ofereçam sugestões para otimizar o desempenho do time, o que mudaria fundamentalmente a forma como o jogo é abordado estrategicamente.

ANÚNCIO

Tags


Últimas Notícias